PRÓTESE DE PTFE NA HEMODIÁLISE - Reconstrução da Fístula Artério Venosa

30/11/1999
Enxertos vasculares de acesso são usados para tratar pacientes que sofrem de doença renal terminal (DRT), que são programados para se submeter à hemodiálise.
  
Renal em fase terminal, doença de... (ESRD) refere-se a completar a insuficiência renal quando os rins falham para desintoxicar mais de 20% de excesso de água e resíduos do corpo. Só nos EUA, mais de 450.000 pessoas estão em tratamento para a doença. Até 2020, a incidência de DRT deverá aumentar para cerca de 150.000 novos casos por ano para um total de 785.000 pacientes.
 
Enxertos vasculares de acesso são implantados no braço, antebraço ou superior (dependendo da fisiologia do paciente). Uma extremidade é suturado a uma artéria ea outra extremidade a uma veia. O enxerto pode então ser perfurado repetidamente para o acesso de diálise, em vez de punção vasos sanguíneos nativas.
 
Enquanto (NFK) a National Kidney Foundation do método de tratamento recomendado para o acesso vascular é através de uma fístula arteriovenosa. Uma fístula arteriovenosa é criado por ligação cirurgicamente uma veia para uma artéria. Há crescente evidência de que as vantagens esperadas deste método sobre o acesso enxerto arteriovenoso não estão ocorrendo.  
 
A realização crescente de que os resultados são insatisfatórios fístula deverá resultar num aumento da utilização de enxertos de acesso AV para pacientes que sofrem de insuficiência renal.

Nenhum comentário